• Renato Martins

AMORAL RETROCESSO DO INDULTO: O "MECANISMO" RESISTE!!!

Atualizado: 1 de Dez de 2018


Presente de natal às avessas é esse indulto dado não mais só por Temer, mas também pelo STF. Logo entendo que é o MECANISMO demonstrando sua capacidade imunológica contra a sagrada opinião pública na democracia. Atentado terrorista ao valor dos fatos verdadeiros em si. Cumplicidade de heresias, privilégios e impunidades neste nosso Brasil. Afronta a verdade das coisas por evidências. Destas, primeiro destaco a impropriedade do gesto de premiar a corrupção com perdão presidencial justamente pelo pretexto do natal. Um gesto nem patriótico nem cristão. logo, o termo indulto de natal neste caso é uma heresia sim. Patriotismo seria defender o estado dos que o dilapidam e abandonam as necessidades vitais de todos os seus membros. Pátria é associação para segurança e benfeitoria de tod@s, numa comunidade pacífica e solidária. Nela é proibitivo uma minoria parasitar o coletivo, e ainda quererem ser "pop star"; autoridades com nomes pomposos? Medieval isso vossas excelências. Também afirmo que não é cristão este indulto Temer-STF, pois o ato de perdoar no período natalício, se faz simbolicamente para reflexão geral de um povo no que concerne seus excessos de punição e julgamento e não o contrário como neste caso. Tem o valor pedagógico de evoluir a espiritualidade e tolerância na prova que os valores mais nobres vencem o pecado pelo exemplo e não premiar que os maus exemplos não o sejam, o que de fato são: crimes hediondos como a corrupção o é. Jamais seria um perdoar à impunidade que graça, e sim um perdoar aos rigores e excessos de punição que como cristãos, possamos estar fazendo. O que nem de longe é o caso. Zero espiritualidade nisso ai!!!. Para mim, o que tá ocorrendo em Brasília é o conceito execrável de MECANISMO e só.

Hipocritamente alegam, os mecanistas cultos do MECANISMO, que crimes "não violentos" podem ser perdoados dadas as condições estabelecidas no decreto, de forma tal que só da lava-jato mais de 20 corruptos serão libertados em homenagem ao nosso salvador. Absurdo! Ilógico! Todos, inclusive os MECANISTAS, sabem como o improviso no serviço público impera e quantas pessoas são mortas ou não tem qualidade de vida por esse improviso. Improviso que tem a corrupção como sua gênese-mor. O resto dos motivos, como a má gestão, é mera questão derivativa. Quantas pessoas não aprendem a ler direito e se mutilam cognitivamente pela educação improvisada? Quantos pobres recebem a notícia de um filho no hospital que precisa de um medicamento caro e que só se conseguirá pagando do bolso 2 ou 3 mil reais. Quantas histórias dessas não estão por ai. Vejam nesta mesma justiça indultora quantas ações existem por atendimento de vida que não estão a ocorrer nesta lógica do improviso. Quantos morreram enquanto isso... O desaparelhamento da policia e de nosso serviço de inteligência, nos condenando a uma vida presos em casa. Pessoas que não podem abrir uma pequena venda no seu bairro, porque sabem que o estado está incapaz de lhes dar segurança para o desenvolvimento econômico. O humano, nem falo mais... Quanto custa um estado improvisado em termos de vidas perdidas? Quanto custa um estado improvisado em termos de travas culturais e intelectuais de uma nação? Quanto custa um estado improvisado por não haver inovação nem empreendedorismo por conta de fenômenos como o BNDES$ nas mãos do MECANISMO? Quanto custa em desemprego tudo isto? Quanto custa um estado sem justiça para com lobistas, políticos e autoridades dos poderes constituídos somente pela nobreza magnânima de; saberem cometer crimes sem uso de armas, sem gritos, sem terror, sem horror. Equivale então a dizer que estes, pelo espetacular mérito de roubarem não traumatizando uma pessoa, mas uma nação, são mais espertos e humanos, portanto merecem reconhecimento. Estes sabidos por roubarem caladinhos, sem fuzis, mas com rolex nos pulsos, e, em vez de gírias e roupas de malha duvidosa, fazerem seu mal elegantemente trajados e no português culto. Por essas questões "qualitativas", são seres melhores e merecem perdão - numa ética do ladrão sofisticado. Eles não tem o meu perdão, nem o da nação. Mas o perdão do MECANISMO... Que ainda quer mandar até dezembro.


Dá o que pensar:

"As fugas do forte tráfico são forçadas, de helicópteros ou túneis rumo a morros e bailes funk... Já as do MECANISMO, são cortesias institucionalizadas, de jatinhos, rumo a paraísos fiscais regados dos excessos mundanos que o verdadeiro natal cristão justamente combate: em reflexão e ação."


Renato Martins

69 visualizações