• Renato Martins

COPA DO MUNDO NÃO É POLÍTICA, MAS SINALIZADOR DE NOSSA BRASILIDADE.

Muitos vinculam futebol com festa em família, alegria entre amigos, outros mais contidos falam em alienação do povo, ou só um momento de distração supraclassista para nosso sofrido país. Tem até quem vincule futebol com política. Alegando que a taça ou a derrota favorece há um ou outro candidato.


Eu pessoalmente quero registrar outro ângulo, Mais duro e realista, o Brasil está tão dividido, e ao mesmo tempo tão em crise de utopias. Desolado em demasia. Que essa desesperança afeta bem mais que o ânimo para a Copa do Mundo. Afeta nosso senso de BRASILIDADE. E isto sim, esse fenômeno de brasilidade frágil pode gerar consequências imprevisíveis.

67 visualizações