• Renato Martins

O FATOR CÁSSIO 2018: muito além do - Cássio 2018.



Este ano parece que alguns lavarão a alma. Termo simples de citar, difícil de medir a extensão. Vejamos: sejamos diretos, Cássio foi difamado e caluniado N vezes pela máquina midiática estatal. Mais de 1 milhão de reais mês para inúmeros jornalistas, foras os na lista do "Empreender gracioso" e outros tantos de plantão nas redes sociais beneficiados na forma de codificados somente para sua difamação diária de todo jeito. Toda forma. Um fuzilamento permanente de incontinências verbais tolas; toscas; absurdas. Hoje na reta final de seu julgamento pelo povo, juiz soberano a quem ele deve satisfação, caminha sereno e firme nos braços da boa avaliação de seu profícuo e proativo trabalho pela Paraíba.

Cássio vence toda essa maquinação caluniosa de aparelhamento estatal contra ele, simplesmente porquê trabalhou muito bem no senado. Seu histórico de defesa dos trabalhadores rurais, suas atuais leis como o Perfomance Bond (seguro para obras públicas garantindo qualidade com menor preço) e a autorização para a OAB se tornar instrumento capaz de tocar Inquéritos Civis Públicos auxiliando no combate a corrupção por exemplo, não deixam dúvidas. Mesmo prefeitos governistas e os senadores Raimundo Lira e Zé, reconhecem que Cássio ajudou e muito o governo Ricardo, bem mais que só com os massivos votos de 2010. Cássio trouxe leva de recursos e empréstimos com sua voz forte no senado. As mentiras contrárias não venceram o trabalho de verdade a favor da população.

Confesso, e confessei a ele, que votei nele a contragosto em 2010. Votei para senador só para atender os apelos e a ânsia de Ricardo Coutinho. Paradoxalmente, naquela época, uma de minhas missões partidárias que cumpri com a total dedicação de sempre, uma marca inconteste minha, era ir ao interior ver se ele tava ou não pedindo votos para o PSB. Meus relatórios sempre eram ouvidos com largo sorriso. O povo mais que votar, admira Cássio. O tempo passou, tive o prazer de testemunhar seu trabalho singular pelo estado inteiro sem olhar cores partidárias. Hoje posso dizer que voto Cássio por meus critérios de qualidade em mandato e não mais por seguir orientação, que hoje sei ter sido só oportunista-partidária pró poder, como foi em 2010.

Embutido na polêmica sobre quem Cássio votará no segundo turno, está a própria decisão de 2018 sobre quem governará o estado 2019. Cássio fortalecido e a vencer oceanos de difamação e injúria não se guiará por ventos ou visagens. Vota incontestavelmente em Cartaxo no primeiro turno. No segundo, o lado que pender vencerá, para desespero dos seus algozes camufladores da realidade via uso indevido do dinheiro público com propaganda (o governo gasta mais com mídia que com agricultura familiar sabiam?), os 1 milhão de amigos vencerão os milhares de reais de mentiras. Sua mão fará justiça. Coisa de destino. Não será ironia: predestinação.

O coração e a competência que vi de perto decidirá no segundo turno pela verdade que hoje conhece bem, pela honestidade comprovada pelo tempo e a vocação pelo bom serviço público sem personalismos, patologias e perseguições. Todos unidos no segundo turno. Para mim uma reunião, serei o primeiro a abraçar a chegada de um novo tempo onde honestidade e simplicidade unirá as maiores forças do estado a serviço do interesse público.

419 visualizações