• Renato Martins

A EPOPEIA DO GORDO: O QUE CABEDELO PODE NOS ENSINAR.

1- Nada tenho de pessoal contra o radialista Gordinho, agora é que não teria mesmo, haja vista que o mesmo age profissionalmente na lógica patronal, pecuniária, a ética jornalística nunca foi uma preocupação dele. Houve um tempo em 2016 e 17 que ele só falava meu nome para detratar. Eu, antes de tudo isso hoje posto na mídia, já sabia que não era culpa dele (salvo a ambição desmedida é claro), pois a palavra quase nunca vem dele, mas de um órgão pagante. O que na época me deixou decepcionado foi não terem me dado direito de fala. Em canto nenhum. Inclusive no partido que me expulsou sem uso da comissão de Ética. Talvez por não saber o que isso seja. Mas o tempo é senhor de tudo. Linguagem divina. Hoje falamos por aqui, com audiência cada vez mais crescente. O que me torna muito grato a tod@s vocês.





2- Importante então é a sociedade aprender com o estudo de caso CABEDELO, aonde nós chegamos em termos de tolerância à governança desvirtuada e cegueira institucional. Primeiro levemos em conta que se não fosse um ex-vereador derrotado, talvez, jamais soubéssemos de nada tão gigantesco a drenar estruturalmente os recursos públicos como a situação que ora demonstra os autos.


3- Do quarto poder que dizem ser a imprensa ao primeiro poder soberano que é o povo, eleitor, que reelegeu o prefeito, preso, de forma gloriosa, passando por grande parte do legislativo passivo (?), aos órgãos de controle como o MP, as polícias e os conselhos gestores como o de saúde e educação. Enfim, o universo paralelo formado na terceira cidade em arrecadação do estado parece ser tão explícito, que o surreal se tornou uma cultura da cegueira que na conivência e dormência dos bons o privado sobrepujou o público de forma introjectada no que alguns chamam de inconsciente coletivo a ponto tal de termos algo desta monta tomado como normal. Cristalizadamente normal. Aí algo tem que sobrar para estar doente. Tentemos descobrir o que está errado. Aprendermos com isso.


4- Do comunicador Gordinho tão renomado quanto citado nessa e na Operação Cartola já dá para notar que nada de evoluído para a cidadania podemos contar na ação dele. O que diz muito sobre como a opinião pública de Cabedelo se forma distante da verdade. Já na fonte. Na notícia que alimenta o espírito.


5- Sem generalizar é possível também "forçar" que outras autoridades, sejam as políticas do legislativo de lá, como do judiciário e as do aparato policial, podem e devam se perguntarem como e porquê estavam tão paralíticas. O que permitiu isso? E a partir daí uma auto-análise profunda identificar oportunidades de melhoria. Fundamental fazerem isso. Ou se mudam as pessoas ou as instituições. Como creio na democracia quero rogar pela melhoria das pessoas nas ações institucionais que formam seus deveres.


6- Desejo o melhor para Cabedelo. Que se reerga na força do seu povo. Na nova consciência que todos devem ter a partir da lição dada. Que as autoridades compreendam a responsabilidade que os cercam. A força do exemplo que lhes cabe. E que todo o estado apreenda o que puder desta fábula real de terror, para que nada assim continue ou se repita. Em lugar nenhum das gestões públicas.



7- Também, sempre que puder registrarei o que vejo de bom no setor público em geral. Hoje tiro o chapéu para o vereador Lucas de Brito, que lançou seu informativo prestando contas de seu mandato. Destaque para a sua luta pela rede de Cidades Inteligentes tentando unir sociedade civil com universidades para termos soluções inteligentes em todos os setores da cidade bem como o projeto autorizando a criação de leis de iniciativa popular, que permitiu o aplicativo Mudamos na CMJP. Tive a honra de poder votar a favor desta lei na busca da democracia direta. Isso é que chamo ir além das atribuições previstas justamente para melhor e bem cumprir as mesmas. Inovação na ação. Fato!



P.S: O secretário de comunicação do estado Luis Torres deve hoje perder o sono com essa visita da independente PF lá nos computadores do Gordinho. Todos os rios estão caminhando para o mar da verdade. E as reputações serão repostas junto com ela.

979 visualizações