• Renato Martins

POR QUE QUEREM DAR UM GOLPE EM EDVALDO ROSAS E JOÃO NO PSB-PB? SAIBA...

Vejam bem, o mandato de Edvaldo a frente da presidência do PSB-PB vai até 2020, logo, nem sequer ele tem garantia de comandar a próxima escolha do candidato da legenda ao governo do estado em 2022. Portanto, se o problema era se antecipar de uma possível desavença em 2022, não seria necessário o desgaste de um golpe às claras. Bastaria esperar as regras democráticas e vencer ano que vem, sem drama algum.

Mas não se trata disso, de legalidade ou disputa ideológica de cavalheiros com pontuais divergências inéditas e bem recentes. O desgaste que ocorre na legenda e desaguou nessa disputa é unicamente consequência do que chamo a chegada do ‘TEMPO DAS VERDADES’. O momento do acerto de contas com os muitos desvios nababescos do que a força tarefa que envolve, justiça, PF, MPF e o GAECO chamam de Calvário, inquérito civil da Educação (e uns tipos bagaços de broncas grandes) do estado dentre outros a explodir.


As últimas cenas mostram bem o soltar das mãos dos integrantes partidários: O atual secretário estadual de saúde, Geraldo Medeiros, foi porta-voz da ala de João Azevedo e revelou na assembleia legislativa, de forma clara, quanto de economia a intervenção no Trauma gerou em apenas, talvez , só 4 meses efetivos (cerca de 26 milhões). Tudo dito numa postura igual à de seu chefe João, para se desvencilhar da corrente política aliada que geriu antes e hoje teme as revelações em curso, como também coincidindo com o que o chefe do GAECO fala quando diz que tendem a recuperar ao menos 200 milhões do que roubaram dos cofres públicos e da saúde dos mais humildes. Isso só na Calvário. Somem a isso as delações de Livânia e a última de Laura Carneiro, que de cara já resgataram 5 milhões de reais para os cofres públicos. O que se espera para essa turma parece ser bem próximo da justiça. Nada mais que isso. E numa guerra para tentar postergar a justiça; não há virtude! Por isso digo que os “golpistas” não vencerão seja por qual resultado de assinaturas for.


O golpe, em sua parte prática, se resume a obter assinaturas para todos os diretorianos estaduais renunciarem e assim haver nova eleição interna para que RC ocupe o lugar do então presidente Edvaldo Rosas. Hoje Joãozista de carteirinha e também querendo se desinfectar das operações em curso, que, verdade seja dita, por hora não o cita nem de longe.


Nesta guerra interna onde os mais implicados na lama querem cobrar mais firmeza e defesa dos menos ou dos não implicados, o primeiro perdedor foi e é o cidadão comum. Num estado de alta carga tributária, descobrimos que os serviços e obras públicas podem ser muito mais, melhores, mais duradouras e com mais quantidade e qualidade. O narcisismo e as traquinagens eleitoreiras que venciam regadas a vinho, ocultavam uma ORCRIM que nas ruas é conhecida como ORCRIM GIRASSOL, de caráter amplo a atacar varias frentes da gestão estadual e que requer tempo para uma investigação que alcance seu tamanho (palavras exatas de várias sentenças proferidas por juízes diferentes). É essa operação contra essa turma que gera um tic tac nervoso a enlouquecer a alta cúpula girassol ilhada em seus palacetes, sobretudo quando chega as 6 horas da manhã. Destes, tem os que tem mandato, os que tem caneta e os que tinham... Todos insones, não por conta da lenda do Slenderman ou de fantasmas atrevidos, mas do toque da campanhia da polícia mesmo.


DÁ O QUE PENSAR:


O poder é doce. De todo jeito João Azevedo sai por cima desta tentativa de golpe, se perder, o mais provável, ele procura outra legenda e diz que quer distância do ala implicada em crimes. Se, por outro lado, impedir o golpe contra ele e Edvaldo, ele faz faxina justificada do governo e usará do discurso de que a ala ética do partido deixará a vontade (sinônimo de exonerar) os investigados para se defenderem dos tsunamis à vista. Como se nada disso tivesse a ver com ele. Ou seja, tentará passar o recibo de que nada tem haver com o passado recente da ORCRIM. Se terá êxito ou não em se eximir da ORCRIM? Isso só o TEMPO DAS VERDADES dirá...

0 visualização