• Renato Martins

SOBRE HILDEVÂNIO: UM SILÊNCIO DE AGIR OPEROSO, ÉTICO E CIENTÍFICO - DIGNO DE MEDALHAS...


Hildevânio Macedo é um daqueles caras que sempre cruzei na vida pública. Ora do mesmo lado, ora adversários políticos, e em todas as vezes uma característica singular dele se sobressaía: uma discrição e humildade que de tanto ser sincera, rara e original, acabava por ter efeito reverso. O fazia sempre ser destaque em tudo que fazia. Nas missões todas que recebeu. Da gestão Rc, as de Cartaxo. Esse paradoxo de uma pessoa que se esmera em fugir de holofote, justamente para focar em bem servir nas suas variadas funções, e por isso, o deixa sempre marcando positivamente as pessoas que o procuram, o persegue até os dias atuais.


Inclusive, pode ele se gabar de ter passado pela difícil SEDURB, e apenas munido da arma técnica da boa Dialética grega, ter feito um bom trabalho. Nunca se ouviu falar de truculência; de apelidos como capitão do mato ou outros tipos de capitão que os noticiários últimos estão a mostrar de certos gestores que passaram pela SEDURB por aí... Dessas coisas deletérias está ele imune completamente. Só faz gol pró, nunca gol contra para a sociedade.


Quis o destino que agora mais uma vez, nos reencontrássemos no mesmo lado. Desta vez na UFPB. No mestrado em Gestão Pública e Cooperação Internacional. Nosso PGPCI, que estou deixando agora em 23 de outubro em minha defesa de dissertação, na qual ele, ao contrário, tá começando sua jornada. Desejo que essa trajetória na academia seja vistosa, e com seu zelo e temperamento calmo mas perfeccionista, dela saia mais um trabalho de ordem prática para a sociedade. Tão esfomeada de novidades.


Mas aqui, em meu Blog, mais que lhe dar boas vindas ao PGPCI, parabenizo a amiga Raíssa Lacerda pela justa medalha Cidade de João Pessoa a este personagem marcante da administração municipal no século XXI. Sempre vinculado a atender e articular agindo, desde os orçamentos participativos, à chefia de gabinete, até hoje, onde é o secretario responsável pela articulação política da gestão Cartaxo 2. Um Servidor, com S maiúsculo, que conjuga em sintonia perfeita o atender com o encaminhar, a teoria com a prática. No verniz de ter a humildade de buscar sempre saber mais, como faz agora na UFPB.


A autoridade que tenho para falar sobre isso, diz respeito as reuniões que diligentemente por ele eram atendidas quando solicitadas por mim, para resolver as broncas grandes que todo líder de oposição deve abraçar. Assim foi nos protestos de agentes de saúde, professores e guardas municipais, como também na nossa cobrança veemente pelo recurso da publicidade do nosso Belo, atrasado em 2016, devidamente quitado antes das etapas decisivas após sua intervenção. Isto sem falar na interação com o movimento estudantil, próximo de nosso gabinete, contrários ao aumento de passagens. Enfim, sempre que nosso gabinete solicitava, lá estava o 'camarada' Hildevânio para atender o interesse público sem preconceito algum. E olhem que fui líder da oposição por dois anos dos 4 que fui vereador. Conhecendo bem a práxis do hoje colega homenageado pela CMJP e por extensão pelo Blog também.


Essa solicitude operosa sem olhar a quem faz falta na política. Faz falta na gestão pública como um todo. Faz falta na nossa moral nacional. Na tolerância inata a tudo que é humano e solidário. Somar essa particularidade com sua honestidade e produção cientifica, pode e deve gerar bons frutos que cada vez mais o farão merecedor renovado desta medalha que leva o nome de sua cidade - lugar sagrado de seu sacerdócio contínuo.

184 visualizações